25.9.16

Resenha: A lenda de Materyalis, vol 1 - Saymon Cesar


Uma fantasia capaz de deixar qualquer leitor submerso em um mundo RPG. 



No princípio dos tempos, as sociedades de Hedoron acreditavam nos mandamentos dos servos de Materyalis, suposto deus criador do Universo e da vida. A lenda diz que a divindade se angustiou ao observar os atos corruptíveis das suas criaturas e atribuiu a si toda a culpa da imperfeição dos povos. Sua consciência atordoada separou sua essência em duas entidades, criadoras de ideologias extremistas que dividiram a crença das sociedades. Assim nasceu a materja, a guerra que visa a consolidação de uma verdade entre todas as raças. Avessa ao propósito da contenda milenar, surge uma sociedade secreta, que busca o único artefato capaz de desvendar o que realmente foi Materyalis e, assim, livrar os povos da dúvida que os condenou aos intermináveis confrontos. Mas, para chegar ao objetivo, é necessário usar a misteriosa aptidão de cinco indivíduos habitantes de Aliank, um reino dominado por contradições que podem apressar a ruína do mundo antes que a verdade sobre Materyalis seja revelada.

  Primeiramente, o livro nos mostra duas ideologias, sendo elas as principais causas de uma guerra ideológica chamada marteja, a qual divide os habitantes do reino Aliank. Teryonismo, ideologia que prega Materyon como Deus benévolo, seguidores teryonistas buscam a paz e a redenção divina. Marilismo, ideologia que prega Marilis como o deus maldito e que é totalmente avessa ao teryonismo. E também existem aqueles que não seguem nenhuma das duas, os Veniristas, que buscam apenas encontrar a verdade sobre todas as coisas. Ao longo do livro se pode visualizar outras ideologias as quais não vou descrever pois será bacana o leitor se deparar com elas ao longo da leitura.

  Nas primeiras páginas se pode ver um mestre  deixando a continuação de alguma crença para seus seguidores, com coordenadas e instruções para achar um item que pode trazer a todos a verdade.

Felizmente encontrei o mestre Müdrik e pude me desvencilhar desse raciocínio. Não adianta nos devotarmos a Materyon quando nem sabemos se ele existe. Tudo que interessa é encontrar a verdade.


  Logo após vemos que o livro é narrado em terceira pessoa por Harcos, um elfo que observa por três noites, todas as criaturas de um reino teryonista chamado Aliank, através de um objeto chamado sinkorbe que está ligado a seres que facilitaram na procura do Sinkra um artefato poderoso. 

  No começo da história fiquei perdida, por ter uma narrativa um tanto complexa, com um português totalmente cordial o qual nunca tive acesso, porém ao passar de algumas páginas este se difere, e o leitor começa a entender um pouco mais do que se trata a história, assim começando a poder se adentrar numa fantasia, com elfos, minotauros, ursos (majurks) e artanins. 
 Figuras criadas propriamente pelo autor, para seu mundo de fantasia, que se formos comparar não é muito diferente de nossa realidade religiosa, com deus, diabo, ateus e agnósticos. O autor como se pode ver é um grande entendedor do assunto e trouxe isso para seu livro de uma forma em que o leitor possa visualizar todos os lados. E o que facilita a leitura é que ao longo da mesma e nas ultimas páginas, há explicações sobre o que é cada uma das ideologias,raças, dons e habilidades. 

Cometemos erros, irmão. Ou por escolhas erradas ou por não sermos fortes o bastante para impedir que outros nos levem a cometer o mal. Todos neste mundo são imperfeitos.

  O RPG está MUITO presente em toda a narrativa, me vi jogando durante a leitura. E este é apenas um dos fatores que me fizeram gostar do primeiro volume dessa crônica, não vejo a hora dos próximos livros para poder viver novamente neste mundo de fantasia muito bem elaborado e criado em cima de detalhes pelo Saymon Cesar.  Que sinceramente ao começar não imaginei que terminaria adorando!
  Esta foi a resenha, espero que tenham gostado e não deixem de conferir o livro. Meu nome é Nicole e eu sou a nova autora do Viaje num livro. 



19 comentários:

  1. A Mari, contribuinte do blog, fechou parceria, o autor é uma fofura e super simpático, além de a premissa do livro ser incrível, Mari até mencionou sobre o livro que é no estilo de A revolução dos bichos, do George Orwell, porque tem uma analogia de aventura fantástica que acontece na vida real numa guerra em um regime autoritário com um final bem interessante, propondo a tolerância no mundo. Parece uma boa indicação, parabéns pela resenha!

    Beijão, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também ouvi compararem A revolução dos bichos com A lenda de Materyalis, não só por terem essa analogia semelhante mas também pelas características de RPG!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha e sem dúvidas indico muito ele! Beijooss

      Excluir
  2. Gente, eu me perco MUITO nessas nomenclaturas de fantasia. Só de ler a sinopse, fico confusa e acho que a linguagem inicial também não me ajudaria. Não sou muito fã do gênero, justamente porque é muita informação "diferente" me perco, foge muito do meu mundo e não me sinto muito atraída. Espero um dia conseguir pelo meeeenos tentar hahaha. E seja bem-vinda, Nicole. Beijos!!

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaa! Sim eu também pensei a mesma coisa que você ao começar a leitura mas acabei me supreendendo muito! vale a pena dar uma chance pro gênero hahaha

      Excluir
  3. Parece ser uma historia bem complexa. Confesso que estou intrigada, mas já vi que tenho que tirar uma semana e me dedicar só a ele. Ou seja por agora não rola

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahah isso é, se ler ele em uma semana de compromissos, não vai entender é nada! Mas vale muito a pena! <3

      Excluir
  4. Eu até comecei, mas fiquei muito perdida. Acho que a linguagem me atrapalhou bastante, não sei quando voltarei a pegar :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me senti perdida ao começar a leitura mas ao longo da mesma com as explicações acabei me achando. Vale a pena persistir na leitura! <3

      Excluir
  5. Quantos nomes para uma sinopse só rsrs,já fiquei perdido.Nunca li nenhuma fantasia assim não, mas essa parece ser boa e ainda é autor nacional,vou ler em breve. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahah então! É complicado esse monte de nome mas é um ótima leitura! Fico feliz que tenha gostado da resenha! <3

      Excluir
  6. Eu amo RPG. Adorei a proposta do livro. Vou colocar na minha lista do ano que vem haha. Beijinhos e obrigada pela dica.
    insidethebookssite.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ponha mesmo! Fico feliz que tenha gostado da resenha! Beijos

      Excluir
  7. Estou super ansioso por querer esse livro, realmente ele é muito legal e aborda essas temáticas bem interessantes! A resenha está ótima!

    ResponderExcluir
  8. Não é o meu gênero favorito ! mas fiquei curiosa por causa da sua resenha!

    Vou procurar saber mais sobre a série !

    Beijos
    Jéss
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Procure mesmo, vale super a pena!Beijos

      Excluir
  9. Eu gosto deste género, mas é difícil encontrar um livro que me surpreenda! Achei interessante esta parte das ideologias, apesar de ter achado a sinopse bem confusa.
    Amei o seu post, Nicole, seja bem vinda!
    Beijinhos!

    http://euliaeleio.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O começo do livro é confuso, porém o autor teve o cuidado de explicar cada coisa! Também não sou grande fã do gênero mas vale a pena dar uma chance a este. Fico feliz que tenha gostado da resenha! Bjss

      Excluir
  10. Olá
    Chegou o Swonkie, uma plataforma de gestão de Redes Sociais onde consegues escrever e publicar os teus posts do Blog com análise de SEO e partilhar ou agendar em várias redes sociais em segundos. Consegues ainda ter as estatísticas das tuas publicações e acesso à nossa comunidade de Bloggers.
    Gostaríamos de te convidar a usar o Swonkie com o teu Blog.
    O Swonkie é o melhor amigo dos Bloggers, e desenhamos isto a pensar em Blogs como o Viaje Num Livro.
    A nossa equipa estará em Swonkie.com para te conhecer. Contamos então contigo :) ?
    P.S - Tivemos de entrar em contacto contigo porque não encontramos o teu email no blog.
    Até Já,

    Equipa Swonkie

    ResponderExcluir

© Viaje num livro - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Érica Camelatto.
Tecnologia do Blogger